quinta-feira, 24 de julho de 2014

Polícia recupera três carros e prende ladrões

Quinta-feira-24 de julho
O disfarce de trabalhador, mais especificamente de encanador, não deu certo para P.P.G, 32 anos,(foto) um dos responsáveis por furtar três carros, sendo dois Gols e uma Saveiro, entre a madrugada e as 06:30 da manhã desta quinta-feira.
Na fuga, após trocar tiros com a polícia próximo ao Balneário Municipal, ele conseguiu retornar para o centro da cidade e, no caminho, para livrar-se de parte das vestes que o caracterizavam e haviam sido anunciadas nas emissoras de rádio local, roubou um par de botinas que usou para substituir o peculiar tênis vermelho, e livrou-se do moletom. Para tentar passar despercebido, Pablo que tem 23 folhas de ficha policial, roubou também duas barras de cano pvc e, com eles foi preso na lotérica da cidade exatamente às  10:30 da manhã.
- Não sou ladrão profissional, pratico roubos para sustentar meu vício no craque. Dos carros só aproveito as rodas para trocar pela droga- disse o ladrão que inicialmente informou para um PM que era taxista para logo a seguir corrigir-se: Sou ladrão mesmo.

S.V.M, 23 anos que participava do bando de quatro integrantes,  ao ser entrevista da por nossa reportagem contou  ser garota de programa. Ela também foi criativa para tentar despistar a grande quantidade de policiais que fecharam o cerco aos larápios.
- Roubei uma bicicleta e fui em direção à rodoviária. Eu ia pegar o ônibus para Pelotas, mas não deu – lamentou ela que escapou da morte, já que um dos tiros disparados pela Brigada Militar passou rente ao seu olho direito e se alojou no painel do primeiro carro roubado em Pelotas.
Assim como Pablo, ela chamou a atenção por seu estado e foi denunciada por populares ao 190 da BM.
Com apenas 15 anos, a menor T.P.S parecia não se importar com sua situação. Com o moletom que usava furado na altura do ombro direito também por um dos projéteis, ela contou que o bando já praticou outros furtos, inclusive na cidade de Canguçu onde roubavam constantemente caixas de som automotivo para dar em troca de drogas.
O quarto integrante do grupo foi parado pela Polícia Rodoviária Federal. Ele que até o momento só se sabe atende pela alcunha de “Crema”, conduzia junto a outro indivíduo ainda não identificado a Saveiro roubada as 06:30 da manhã.

Polícia persegue e troca tiros com ladrões

Quinta-feira-24 de julho
Efetivos da Brigada Militar e da Polícia Civil realizam as buscas
Inicio de manhã movimentada na área policial em Piratini por conta de uma troca de tiros entre e a Brigada Militar e dois bandidos que em um primeiro momento são da cidade Pelotas e estavam acompanhados de duas mulheres, uma menor de idade e se encontra detida na sede da Brigada Militar do município.

O episódio teve inicio as 05:30 desta quinta-feira quando uma denúncia anônima informou o plantão da  Brigada Militar sobre um automóvel gol que estava circulando de forma suspeita pela cidade. Ao averiguar a placa do carro ,o sistema acusou que este havia sido roubado em Pelotas assim, na tentativa de abordagem, houve a fuga e descobriu-se neste momento que eles já haviam roubado outro carro pertencente a Marcos Quevedo, funcionário de um posto de gasolina. Os dois veículos foram abandonados.

Teve inicio então um tiroteio que culminou na fuga dos dois homens e da segunda mulher na área no Balneário Municipal. Eles passaram a ser perseguidos a campo pela BM e pela Polícia Civil e , por volta das 08h as autoridades prenderam a segunda mulher envolvida no fato sendo esta maior de idade e concentrou  as buscas aos dois homens.
Um deles foi preso na lotérica da cidade as 10:30 da manhã e, estranhamente portava consigo canos de pvc. O segundo bandido é de cor negra e estaria baleado.

O Tenente Oscar Barbosa comandante da BM alerta os moradores dos arredores do balneário, entre eles os do Bairro Calcário, que não param o carro, não concedam carona e não abram a porta para elementos desconhecidos.

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Marceneiro ameaça interromper Perimetral

Quarta-feira-23 de julho
Água da chuva tomou calçada e boa parte da rua na Perimetral
 Quando o céu fechou hoje pela manha antecipando a popular “Bomba D’água”, o marceneiro Rosalvino Dilmann dos Santos, 61 anos, já sabia que, novamente a exemplo do que ocorrera na madrugada, teria sua casa e oficina que funciona em anexo invadida pelas águas da chuva.

E assim foi. Até o princípio da tarde desta quarta-feira já havia chovido cerca de  45 milímetros na cidade e lá estava o morador da Avenida Perimetral, via totalmente pavimentada, erguendo móveis, máquinas e pendurando cabos de energia para tentar evitar ou, ao menos reduzir o prejuízo.

Como há cinco anos a cena se repete, nesta manhã ele perdeu a paciência. Ligou para a Secretaria de Urbanismo e Serviços Públicos e também para a imprensa e ameaçou:
- Se até as 14h vocês ao menos não amenizarem o problema fazendo a limpeza dos bueiros eu vou colocar as carrocerias no centro da rua e vou interrompe-la. 
Ele se referia as carrocerias de caminhão que fabrica em um terreno baldio em frente à sua casa.

A ameaça teve seu efeito. Antes mesmo deste horário, três servidores da prefeitura já estava de pá e picareta em mãos e deram inicio ao serviço.
No verão deste ano a marcenaria ficou totalmente tomada pela água e, quando o nível baixou, restou a eles em meio ao lamaçal, jogar fora o que não foi possível salvar. Ele contabilizou os prejuízos:
- Na semana passada eu já havia tido um prejuízo de três mil reais em madeira MDF e agora novamente e, só não foi pior porque conseguimos nos antecipar – lamenta Silva.

Na época a reportagem fez contato com o secretário de Urbanismo e Serviços Públicos Carlos Miguel de Ávila Porto, que se limitou a argumentar que o processo licitatório para a aquisição de bueiros com maior capacidade de vazão é demorado, portanto, não há uma previsão para o problema 

Gilson denuncia rachas em frente as capelas

Quarta-feira-23 de julho

Ruas das capelas é usada para rachas de carros e motos
Os chamados “rachas ou pegas”, que é quando dois ou mais veículos realizam disputas em via pública, agora já ganhou a Rua Afonso Gassier, no Bairro Santa Isabel, e que abriga às duas  capelas mortuárias da cidade.

O perigo aos pedestres e o desrespeito aos familiares que ali velam seus entes, chegou até a Câmara de Vereadores na sessão da terça-feira, 22, quando o vereador Gilson Gomes, PP, levou o assunto para a discussão e pediu através da aprovação de requerimento providências temendo que algo pior venha a acontecer.

- São em média dois velórios por dia que ali ocorrem. Eu estava em um deles e pude presenciar o desrespeito. Ali, se testemunha com frequência rachas de carros e motos e, por muito pouco, uma senhora que acompanhava um dos atos fúnebres não foi atropelada – relatou o progressista.

Em seu pedido, Gilson requer que a Prefeitura instale além de redutores de velocidade em frente às capelas, também uma faixa de segurança que permita a travessia dos pedestres sem risco de atropelamento.

- É isso ou teremos acidentes graves sendo registrados naquele local- disse.
Não é a primeira vez que o legislativo aborda o assunto. O vereador Renan Dias já havia também realizado o pedido.

Diego espera ampliação para ter mais verba


Quarta-feira-23 de julho
A semana foi marcada pela liberação de R$ 8 milhões pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), valor que corresponde aos repasses executados na primeira semana de julho.
Como beneficiados os municípios de Amaral Ferrador, Arroio Grande, Canguçu, Herval, Jaguarão, Morro Redondo, Pelotas, Pedras Altas, Pinheiro Machado, Piratini, Rio Grande, Santa Vitória do Palmar, Santana da Boa Vista, São José do Norte, Tavares e Turuçu  na região Sul.
Para o secretário municipal de saúde de Piratini, Diego Espíndola que também está a frente do Conselho dos secretários de saúde do estado, a liberação do recurso é vista como um novo desafio inclusive à Piratini, mas, possível  de ser vencido.
Ele explica que da metade sul que, recebeu a segunda maior fatia de recursos ficando atrás apenas da serra gaúcha que obteve R$ 20 milhões, por ser referência entre outras em Urologia, Dermatologia, Obstetrícia, Cirurgia Geral e Otorrino, pode sim vislumbrar que do total assinado esta semana pela secretária municipal de saúde, Sandra Fagundes, Piratini conseguirá algo em torno de R$ 2.800 mil ( dois milhões e oitocentos mil).

- Para que isso ocorra precisaremos não só manter o número de consultas, exames e cirurgias nas especialidades citadas, mas, também ultrapassá-las. Cito como exemplo o caso da otorrinolaringologia que disponibiliza 100 consultas a cada mês e teremos que ampliar pAra no mínimo 120 – detalha o secretário.

Ele acredita que se for levado em conta a equipe e a estrutura disponíveis hoje no hospital Nossa Senhora da Conceição, dentro do prazo, o semestre que resta deste ano e também 2014, será possível subir os números e índices.
-