quinta-feira, 17 de abril de 2014

Urbanismo faz parceria com a Sec de Logística

Quinta-feira- 17 de abril
Mutirões como o que aconteceu recentemente e uniu as pastas de infraestrutura e logística e urbanismo e serviços públicos, atuando inclusive aos finais de semana, deve ser uma ação comum até que a Prefeitura de Piratini consiga reduzir drasticamente a demanda existente em torno das necessidades urbanas que acumulam pedidos e causam transtornos à população.
Carlos Miguel de Ávila Porto, secretário de urbanismo, vê a parceria é positiva diante da defasagem, mas, entende que o grande volume de chuva tem prejudicado extremamente as ações de responsabilidade de sua pasta.
- Já ocorreu de chover 70 milímetros em duas horas e, isso além de destruir o que recém foi feito, ou seja, ruas não calçadas ocasiona um acúmulo de água muito grande e como consequência os alagamentos – explica Ávila.

Para evitar isso, ele disse que a prefeitura tem tentando trabalhar baseada na previsão do tempo, o que permite gastar os recursos públicos com mais eficácia e eficiência.

Outra providência para ampliar a logística de sua pasta, foi incorporar uma moto niveladora, ou Patrola, o que ocorreu após a decisão do prefeito Vilso Agnelo em transferir as ruas não pavimentadas, até então de obrigação da Secretaria de Infraestrutura e Logística, para o setor de urbanismo.

Com relação ao grande pedido de bueiros por parte de moradores, principalmente da periferia da cidade, Ávila justificou a dificuldade em atender a todos em um tempo mais curto devido à complexidades em torno da compra da canalização.

-A prefeitura não trabalha com o sistema de estoque. Que bom que fosse assim, que pudéssemos estocar até dois mil bueiros, mas, não há recurso para isso e ainda tem o processo licitatório que é lento, mas, obrigatório – finaliza.


quarta-feira, 16 de abril de 2014

Piratini receberá mais dos médicos cubanos

Quarta-feira-16 de abril
Em entrevista à Rádio Nativa esta manhã, o secretário municipal de saúde, Diego Espindola anunciou que Piratini receberá mais dois profissionais cubanos pertencentes ao Programa Mais Médicos do governo federal.
Eles vão se somar ao colega de profissão e nacionalidade Àlvaro Gomes, 35 anos, que passou a atuar na cidade em dezembro do ano passado.

Segundo Diego, com o reforço ganham os moradores residentes em locais onde existem as chamadas UBS ( Unidade Básica de Saúde) que priorizam os programas de atenção básica existentes.

Os dois novos médicos devem desembarcar em solo piratiniense na próxima terça-feira, 22 de abril e, conforme o secretário Espindola, imediatamente devem ser apresentados à estrutura existente no município para que possam a seguir dar início às suas atividades.
Papiloma
Na mesma entrevista, Diego Espíndola confirmou o alto índice de cobertura vacinal  já alcançado por sua equipe na Campanha Nacional Contra o Papiloma Virus (HPV), que deu partida em março na prevenção contra o câncer do colo do útero em meninas entre 11 e 13 anos.
- Fomos um dos primeiros municípios a atingir a meta chegando a 85% de aplicação das 400 doses disponibilizadas para Piratini e, antes do fim da campanha atingiremos 100% - acredita o secretário.
Como presidente Conselho dos Secretários Municipais de Saúde-(COSEMS) Diego disse que junto ao Ministério da Saúde a luta agora é para reduzir a idade mínima das meninas com direito a receber a vacina contra o Papiloma, de 11 para 09 anos.
H1N1
Ao finalizar, Espíndola informou que o dia “D” ou seja, o dia que todos os estabelecimentos de saúde de Piratini estarão abertos para a aplicação da vacina contra a chamada Gripe A, ou H1N1, será quatro dias após o inicio da imunização em todo o país.

- Eu convoco a população com direito a receber a dose para no dia 26 de abril, um sábado, comparecerem em massa aos postos, dia também que estaremos realizando um mutirão itinerante pelo interior e com isso este ano conseguiremos imunizar as pessoas  bem mais cedo e antes da chegada do frio intenso -

terça-feira, 15 de abril de 2014

Ladrões levam 17 animais da raça Red Angus

Terça-feira-15 de abril
17 animais da raça Red Angus foram levados pelos ladrões
Uma nova ação dos abigeatários deve impactar nos números desse tipo de crime em 2014 e que no ano passado foi o único sem controle em Piratini se transformando numa grande dor de cabeça para os criadores que viram seus rebanhos bovino e ovino serem atacados com frequência e drasticamente reduzidos.

Desta vez, os ladrões levaram de uma só vez e da mesma propriedade 17 animais da raça Red Angus, famosa por sua precocidade sexual, velocidade de ganho de peso e rusticidade.

O crime, segundo Alex Sandro da Costa Porto, capataz da fazenda de propriedade de Carlos Lucas, situada no 2º distrito, Passo do Coutinho, ocorreu na madrugada ou na noite da última sexta-feira, 11, horas após ele ter feito a última contagem, ou na madrugada de sábado, quando os ladrões cortaram os arames para embarcarem o gado.

Os animais, todos com média de idade de 3,5 anos e prontos para abate, seriam vendidos no fim do mês

Valadão fala sobre atropelamento de idoso



Terça-feira-15 de abril
Dez dias após atropelar um idoso de 66 anos no acesso pela ERS 702 ao Bairro Padre Rinaldo, um dos pontos tidos como mais perigosos no trânsito de Piratini, Claudiomar Valadão, 45 anos, aceitou falar sobre a manhã do dia 04 de abril e que acabou na morte de Adão Bandeira da Silveira quando este era conduzido para Pelotas com inúmeras fraturas e traumatismo craniano.
Valadão, ainda mostrando-se abalado pelo episódio, disse que quando rumava para Pelotas em seu Fiat Uno, guiava em velocidade compatível com o trecho e que o idoso surgiu repentinamente.

- Ele saiu de repente, estava atrás do ônibus da empresa Embaixador que vinha de Pedro Osório. Acionei o freio e tentei desviar tudo que eu pude, mas, em momento algum ele olhou para o carro, pois, se tivesse feito isso ou até dado um passo a mais eu teria conseguido evitar o choque – conta o motorista.

Claudiomar disse que mais tarde ficou sabendo que a vítima pertencia a uma família de clientes de seu escritório de contabilidade, o que aumentou seu abalo que ainda o perturba.
- A gente fica traumatizado. Infelizmente aconteceu comigo,mas, ninguém está livre. As imagens do carro atropelando ele e de seu estado posterior vem a todo o momento na minha mente – conta Valadão que prestou o socorro à vítima acionando o Samu e a Brigada Militar.

A ausência de um acostamento ou área de escape no acesso, o que obriga os motoristas de ônibus ocuparem boa parte da largura do asfalto para soltar passageiros, é um agravante para o local onde ocorrem vários acidentes ao longo do ano, a maioria até agora apenas com danos materiais.

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Garoto atropelado na Maurício já está em casa

Segunda-feira- 14 de abril
Menos de uma semana depois de passar pelo trauma de ser atropelado, o menino Ragner Gabriel Preza, 07 anos, já está em casa e usa suas miniaturas de carros para demonstrar a todos como foi o episódio ocorrido no dia 10 de abril quando foi colhido na movimentada Avenida Gomes Jardim por um Ford Focus guiado por Vagner Oliveira Madruga.
As demonstrações dele, a versão do motorista e de pessoas que viram o fato acontecer, inocentam Vagner, pois indica que o garoto ao sair da casa dos avós para ir à moradia da mãe, a menos de cem metros do local, decidiu mesmo sem necessidade atravessar a rua, surgindo de trás de um Santana estacionado na via, o que impediu que ambos, ele e quem estava ao volante, de evitar o acidente.

Ao falar sobre o dia do ocorrido, o avô, Primitivo Faustino Preza relembra que a coragem para socorrer o neto sucedeu rapidamente ao desespero de vê-lo sangrando.

- Eu também vinha na avenida e avistei do meu o motorista saindo rápido do carro. Achei que o veículo poderia estar pegando fogo, mas, quando me aproximei vi que era o meu neto e ele se segurou em mim então, mesmo sofrendo o choque a coragem para segurar ele nos braços e levar ao hospital surgiu imediatamente – conta Preza.

Ragner que foi arrastado por vinte metros, teve longos cortes na cabeça e perdeu parte da pele das costas, foi transferido para Pelotas onde tomografias mostraram a ausência de fraturas e também de traumatismo craniano.

Ele passou por uma cirurgia que reconstruiu o couro cabeludo dando alta no último domingo, 13 de abril.
A família do motorista que atropelou o garoto prestou solidariedade e acompanhou o período de internação do menino já o tendo visitado depois da saída do hospital.
A avô disse que não pretende tomar nenhuma providência judicial.