terça-feira, 30 de junho de 2015

Sadi Guastucci será velado no Galpão de Rondas

Terça-feira- 30 de junho
Velório está ocorrendo no Galpão de Rondas do 20 de Setembro CTG
Morreu esta tarde no Hospital Nossa Senhora da Conceição em Piratini, o tradicionalista Sadi dos Santos Guastucci que aos 75 anos partiu devido a uma infecção pulmonar, mas já há 15 anos devido a um acidente vascular cerebral estava circunscrito a uma cadeira de rodas.

Além da viúva Loali e dois netos, Sadi deixa três filhos: Sátia, Vagner e Marcial que, em meio aos preparativos para o velório do pai falou do legado deixado pelo mesmo.
Conforme Marcial, seu pai foi um dos maiores incentivadores do tradicionalismo por apostar sempre na juventude ao ser patrão por no mínimo seis oportunidades do 20 de Setembro CTG, a primeira delas em 1975.
- Além da gurizada ele mantinha junto a si o gaúcho campeiro. Isso se refletiu também no Piquete Reste de 35 onde eu fui o primeiro patrão, mas, sempre o tive ao meu lado auxiliando e incentivando, tanto quea a entidade já tem quase 40 anos e ainda é um piquete onde a juventude predomina- conta Marcial.

Mas à frente do  20 de Setembro, Sadi teve uma importância ainda maior ao ser responsável por construir o Galpão de Rondas, situado ao lado do espaço de bailes e onde ainda lúcido pediu para ser velado.

Marcial relata que ali até então, era apenas um espaço de nove metros quadrados onde na parte externa os gaúchos se reuniam para tocar gaita.
- Ele conseguiu uma verba junto à Secretaria de Cultura do Estado e então a primeira parte foi erguida. Em 1984 quando novamente foi patrão, ampliou e concluiu a obra – relembra.

Mesmo não sendo o que o gaúcho chama de uma pessoa muito estudada, pois, cursou somente até a 7ª série, o saudoso apreciava muito a arte e a cultura do Rio Grande do Sul. Era laçador e costumava levar os filhos para os rodeios e envolve-los em todas as atividades de cunho tradicionalista.

 Emocionado Marcial disse que após a doença do pai não foi a mais que três rodeios sozinho.
- Parei de acompanhar. Foi algo que travei dentro de mim –

Dos ensinamentos o tradicionalismo fica em segundo plano já que o ser humano deixa para os filhos muito mais que aquilo que o pago sulino cultiva.
- Ele sempre priorizou o próximo tanto que ficou pobre ajudando os amigos e, é isso que levo comigo – concluiu.

O sepultamento de Sadi dos Santos Guastucci será amanhã, às 15h no Cemitério Municipal.

Daniel pede urgência em documentação do IPE

Terça-feira- 30 de junho
Daniel entende que o problema é o modelo de convênio ultrapassado 
A novela para a reabertura de ao menos um ponto de atendimento do Instituto de Previdência do Rio Grande do Sul- (IPERGS) teve mais um capítulo na manhã da terça-feira, 30, na sessão ordinária do legislativo.

Valendo-se de uma recente visita à agência central do instituto em Porto Alegre, o vereador Daniel Morales de Moura- PMDB, trouxe uma nova documentação agora exigida para que a cidade volte a ter o atendimento para mais de 3.500 conveniados.

Conforme audiência com o assessor Ivan Barreto, Morales de Moura garante que o problema na verdade é o modelo de convênio existente que estaria ultrapassado não atendendo as exigências atuais para o funcionamento em Piratini.
- Eu trouxe a cópia do modelo atualizado e estou anexando ao requerimento para que a prefeitura refaça a documentação e encaminhe à central manifestando com isso a intenção do município em dar melhor atendimento aos munícipes para que eles não mais se desloquem à cidades vizinhas quando necessitam – explanou o vereador.

O parlamentar requisitou maior diligência e urgência por parte do executivo na readequação do convênio, pois, este é o ponto principal para que o assunto tenha solução já que a prefeitura concordou em ceder espaço físico e um funcionário para ser treinado e com isso dar continuidade às demandas.



domingo, 28 de junho de 2015

Vilso corta vantagens de servidores municipais

Domingo- 28 de junho
Presidente não descarta acionar a justiça novamente para a reversão do quadro
Na sexta-feira, 26, mesmo que de forma não oficial, o prefeito Vilso Agnelo da Silva Gomes (PSDB) cortou algumas vantagens ou benefícios do funcionalismo público municipal.

Diante da crise que atingiu os cofres da prefeitura, situação essa ainda não detalhada já que o chefe do poder executivo não concede entrevista à imprensa, o prefeito Vilso Agnelo acabou com horas-extras, o chamado difícil acesso , valores concedidos à área do magistério e para quem atua em escolas municipais da zona rural devido ao deslocamento diário. Também foi cortada a ajuda de custo dada inclusive aos motoristas, valor usado principalmente para a alimentação dos mesmos quando estão fora da sede.

Juarez da Luz, presidente do Sindicato dos Funcionários Municipais de Piratini, disse que não pagamento ou atrasos de até dois meses nas diárias são comuns ainda para os motoristas, principalmente ao lotados na Secretaria de Saúde que realizam viagens para outros municípios.
- Tem servidor que vem até o sindicato denunciar, mas, por medo de sofrer represálias permanece oculto- disse Da Luz.

Quanto aos cortes nas vantagens, o presidente disse que já esperava algo dessa natureza. Ele explica:
- Isso não nos causa nenhuma surpresa já que alguém tem que ser culpado de alguma coisa, mas, gostaria de receber um documento oficial do prefeito que justificasse tal atitude disso que chamo de retaliação, pois, já chegou aos nossos ouvidos que essa atitude dele é em virtude do sindicato ter entrado e ganho uma ação na justiça requisitando que o pagamento dos funcionários seja feito em dia e não mais escalonado como foi recentemente – amplia.

O presidente disse que de posse da documentação oficial com relação ao corte das vantagens, a entidade vai buscar a reversão da melhor forma possível, inclusive na justiça.


sexta-feira, 26 de junho de 2015

Juiz determina que a Prefeitura pague em dia

Sexta-feira- 26 de junho
Juiz da Comarca determinou que pagamentos não tenha alteração
Saiu esta tarde à decisão do juiz da Comarca de Piratini, Alejandro Rayo Werlang, que manteve o parecer tomado por ele próprio na terça-feira, 23, quando a pedido do Sindicato dos Funcionários Municipais de Piratini determinou que o prefeito Vilso Agnelo da Silva Gomes (PSDB) deposite os salários de todos os funcionários públicos até o último dia útil de cada mês.

O argumento usado pelo sindicato é que, a exemplo do que fez através do Decreto 158/2015, editado em maio deste ano onde rezou que a Prefeitura pagaria os vencimentos em três datas diferentes, sendo a última no dia 16, novamente Agnelo editasse e publicasse um novo Decreto onde atrasaria os pagamentos a serem realizados em julho estabelecendo, portanto critérios e datas para a quitação.

Em seu despacho em resposta ao pedido de reconsideração formulado pelo município, o juiz argumenta sua manutenção de decisão citando inclusive a Lei Orgânica Municipal.
- Conforme de depreende da Leitura da Lei Orgânica Municipal, promulgada em alinho com a Constituição Estadual e Federal, o pagamento da remuneração dos servidores públicos do município será realizado ate o último dia útil do mês de trabalho prestado – cita Rayo Werlang que segue:
- Nesse passo, presente o direito líquido e certo dos servidores municipais de receber seus vencimentos, de forma integral, na data estabelecida pela lei municipal, sendo o fracionamento do salário uma afronta direta à aludida norma- conclui.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Agrônomo acha bolsas ao medir propriedade

Quinta-feira- 25 de junho
Bolsas podem ser o restou de uma ação criminosa
Quatro bolsas, três delas femininas, foram encontradas em um campo próximo ao chamado Corredor da Cica, 5º distrito de Piratini, na tarde desta quinta-feira. Elas estavam a 700 metros da ERS 702 e foram achadas pelo agrônomo Gomeri Pereira quando ele e um amigo realizavam a medição de uma propriedade.

Todas estavam juntas e próximas a um arbusto e, pelas características, ali foram deixadas propositalmente após algum ato delituoso, como um assalto a ônibus por exemplo.

A documentação existente no interior das mesmas está bastante danificada devido as chuvas, mas, em uma delas foi possível encontrar a Carteira de Identidade e o Título de Eleitor, entre outros, de Adão Ananias Cardoso da Silva, com  residência em no município de Encruzilhada do Sul.


As bolsas foram entregues pelo agrônomo na Delegacia de Polícia Civil.