quinta-feira, 23 de junho de 2016

Comitiva busca melhorias para a ponte do Costa

Quinta-feira- 23 de junho
Em audiência realizada na tarde desta quarta-feira (22), o secretário dos Transportes, Pedro Westphalen, recebeu uma comitiva de Piratini, liderada pelo deputado estadual Adolfo Brito. Na pauta do encontro, estava a ponte do Costa, localizada na ERS-702, próximo ao município.

Segundo o vereador Gilson Rômulo Silveira, a ponte do Costa está intransitável e cheia de buracos, prejudicando o trânsito e colocando em risco a vida de motoristas e pedestres da região. Para os integrantes da comitiva a construção de uma nova ponte na rodovia é a melhor alternativa para todos.

Pedro Westphalen afirmou conhecer a necessidade do município e a situação da ponte e, para a alegria da população de Piratini, o titular da Pasta afirmou que a obra deve sair do papel. “Já existe o projeto e os recursos necessários para se realizar esta construção. Através de uma luta do Governo do Estado conseguimos R$ 2,6 milhões de reais junto a CIDE para darmos início nesta obra”, afirmou o secretário, que também disse que o processo licitatório deve iniciar nos próximos dias.

Também estiveram presentes na reunião o vice-prefeito de Piratini, Vitor Ivan; o vereador, Sérgio Castro; além do advogado Luiz Otávio Daloma e dos empresários William Westermann e Marcos Wezce.

Fonte: Guilherme Wunder/Julia Machado

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Chico Luçardo desiste de concorrer à prefeitura

Segunda-feira- 06 de junho

Há 15 dias a corrida eleitoral em Piratini, que já tem como pré-candidatos Régis Drum, pelo PMDB e o pedetista Vitor Ivan Gonçalves Rodrigues pelo Movimento Avança Piratini, coligação que reúne cinco partidos, ganhou novos contornos com o anúncio de Francisco Luçardo, prefeito por duas gestões, de que entrava na briga para tentar o terceiro mandato pelo PSDB.

Mas durou pouco a candidatura que teoricamente reduziriam as chances de Vitor Ivan.

Na última sexta-feira, 03, Luçardo, que já tinha anunciado inclusive seu candidato a vice, o advogado Patric Pereira, do PSD, sem justificativas voltou atrás e anunciou sua desistência.

Com a nova posição de Luçardo, o PSDB que se retirou da coligação que tentará eleger Vitor Ivan, não deve ter candidato e o PSD deverá apoiar a candidatura de Régis Drum.

quinta-feira, 2 de junho de 2016

bandidos assaltam duas cooperativas em Piratini

Quinta-feira- 02 de junho de 2016
Reféns ficaram sentados em frente a agência
Uma ação criminosa por volta das 23hs da quarta-feira explodiu duas cooperativas de crédito localizadas na Avenida Maurício Cardoso, centro de Piratini.

Segundo informações preliminares oito bandidos encapuzados explodiram pela segunda vez em oito meses a Cooperativa Sicredi. A área que compete aos caixas eletrônicos  ficou destruída. 

A Cooperativa CREHNOR SUL, situada ao lado do Sicredi, também foi arrombada.

Para assegurar que a polícia não interferiria e também para garantir a fuga, os oito ladrões que estavam encapuzados foram até um bar nas proximidades e fizeram nove reféns que foram obrigados a ficar sentados em frente as cooperativas enquanto uma parte do grupo atuava no interior dos bancos e o outra bloqueava os principais acessos.

 Na fuga o bando atirou em veículos que passavam pelo local. Ninguém ficou feridos e segundo o comandante da Brigada Militar de Piratini, Alci Espinosa, eles fugiram em um Santana azul e um Corola escuro.

A quantia levada não foi divulgada e a polícia faz diligências para tentar encontrar os assaltantes.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Alunos ocupam o Instituto de Educação Ponche Verde

Segunda-feira- 23 de maio de 2016
Estudantes prometem que a ocupação será longa, organizada e ordeira
O que já era reduzido dado à adesão de uma parte significativa do quadro de professores à greve do Magistério gaúcho iniciada na semana passada, ao menos no Instituto de Educação Ponche Verde se tornou total, ou seja, todos os 1020 alunos da instituição estão sem aulas a partir desta segunda-feira.

A mudança no quadro se deu em virtude da ocupação do prédio por 15 alunos do ensino médio, o que começou antes mesmo da escola abrir as portas para os aprendizes do turno da manhã.

Organizados, com colchões, cobertas e utilizando o refeitório da instituição para prepararem a própria refeição, os ocupantes prometem ficar por tempo indeterminado.

Como justificativas para a ação que ocorre também em vários outros municípios do Estado, o apoio aos mestres em paralisação, a falta de recursos para áreas básicas e o protesto contra a morosidade do governo em solucionar os problemas de estrutura do educandário.

- A situação é decadente. Nossa escola está caindo e isso não é uma realidade que queremos viver. Os professores que já ganham mal estão entre os servidores públicos que tem o salário parcelado e para quem tem como única fonte de renda dar aulas é complicado – resume Abner Garcia, 15 anos que ampliou:

- Falta o básico do básico. Até mesmo o repasse para merenda escolar está atrasado- reclama a estudante observada por Rita Hax, uma das educadoras do colégio e que integra o CPERS/Sindicato  no município.

- A participação dos alunos no processo de mobilização dos professores mostra que estamos do lado certo. A ocupação do Ponche Verde é um ato histórico e simbólico dentro da nossa comunidade e nós, enquanto educadores estamos otimistas ao perceber que os alunos dão se de conta dos motivos da nossa luta e estão engajados nisso – opinou a professora.

Para a diretora Mariléia Leitzke, o protesto dos alunos é válido e se soma ao universo de ações direcionadas à Secretaria Estadual de Educação para que as reformas no prédio sejam realizadas.
- Penso que a gente precisa e deve apoiar o movimento, assim não vamos intervir na ação deles, pois temos buscado sem sucesso alternativas para alojar as turmas prejudicadas com a interdição do prédio– disse Mariléia referindo-se a interdição do andar superior do prédio central do educandário

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Suspeita de morte por Influenza A em Canguçu

Sexta-feira- 06 de maio de 2016

Secretaria Municipal de Saúde de Canguçu confirmou, nesta quinta-feira (5), que a morte de um homem de 38 anos pode ter sido causada pela gripe Influenza A (vírus H1N1).
Elissandro Bergmann Harter estava internado na UTI do Hospital de Caridade de Canguçu (HCC) desde domingo (1º) e morreu na noite de quarta-feira (4). O caso ainda está em caráter de suspeita. O material coletado da vítima será enviado para análise de laboratórios.
Nesta semana, o município de Canguçu informou que 70% dos canguçuenses que fazem parte do grupo de risco da doença já foram vacinados, algo em torno de 10 mil moradores.

A procura pelas doses contra a Influenza A esgotou o estoque nas unidades de saúde na segunda-feira (2). O Governo do Estado promete enviar novas doses a partir de segunda-feira, dia 9.
Sepultamento
Elissandro deixa a esposa Viviane Schroder Harter, os filhos Henrique e Luiza e os pais José Henrique Harter e Olivia Bergmann Harter.
O sepultamento ocorreu nesta quinta-feira (5), no Cemitério da Comunidade São João, na localidade do Canguçu Velho, 1º Distrito de Canguçu
Informações: Canguçu Online